Blog

03/05/2017

2017: Ano Mariano!

Por Pe. Antônio Lúcio, ssp

Maio: mês de Maria!

Em nosso calendário civil já chegamos no mês de maio. Um mês especial para todos os devotos de Nossa Senhora, pois é o mês tradicionalmente dedicado a ela.  Afirmava o Bem-aventurado Tiago Alberione, fundador da Família Paulina: “Maio a Maria! É possível mudar de continente, achar-se em terra, no mar, no ar; encontrar novas raças, outras civilizações, línguas diferentes, mas sempre a mesma Mãe, sempre corações de filhos, sempre a mesma devoção. Como é consolador!”

Tudo começou há mais de dois mil anos. Tudo teve início com um “sim”. Uma jovem pobre e desconhecida, de nome Maria, da cidade de Nazaré, aceita o convite de Deus para ser a Mãe do Salvador esperado pelo povo de Israel, anunciado pelos profetas, aguardado ansiosamente pelos desvalidos deste mundo.

Com a adesão de Maria à vontade de Deus, acontece o mistério da encarnação do Filho de Deus: “Eu sou a serva do Senhor; faça-se em mim, segundo a tua palavra” (Lc 1,38). E a consequência da encarnação, diz-nos Pe. Tiago Alberione, é a não separação: “Quem encontra Maria, encontra Jesus”.

Maria é aquela criatura dócil, humilde e obediente, mas, sobretudo, confiante em Deus que nos trouxe a vida nova: Jesus Cristo! A vida de Maria se resume àquilo que deve ser o ideal de todo cristão: tudo por Jesus, tudo com Jesus, tudo em Jesus.

2017: 100 anos de Fátima e 300 anos de Aparecida

 O ano de 2017 é por demais especial para todos os devotos de Nossa Senhora. Estamos celebrando dois grandes acontecimentos que nos aproximam ainda mais de nossa “mãezinha do céu”. Brasil e Portugal estão unidos para a celebração dos dois Jubileus de suas devoções marianas mais populares: o centenário de Fátima e o tricentenário de Aparecida.

Nossa Senhora de Fátima

No dia 13 de maio de 1917 Nossa Senhora apareceu aos três pastorinhos nas montanhas de Fátima, Portugal. Foram sete aparições às crianças Lúcia de Jesus Santos e seus primos, Francisco Marto e Jacinta Marto, sempre no dia 13 de cada mês. O Papa Francisco vai canonizar Francisco e Jacinta Marto no próximo dia 13 de maio em Fátima.

Nossa Senhora da Conceição Aparecida: Rainha e Padroeira do Brasil!

Em outubro de 1717 uma pequena imagem de Nossa Senhora da Conceição apareceu nas redes de três pescadores, nas águas do Rio Paraíba do Sul. Desde então, começou uma história de fé, amor e devoção por Nossa Senhora Aparecida. A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) instituiu o “Ano Nacional Mariano”, que teve início aos 12 de outubro de 2016 e será concluído aos 11 de outubro de 2017.

De acordo com o Arcebispo de Brasília e presidente da CNBB, dom Sérgio da Rocha, o período convida a população a voltar o coração para Nossa Senhora. “É um ano para celebrar, para comemorar, para louvar a Deus, mas também para reaprender com Nossa Senhora como seguir Jesus Cristo, como ser cristão hoje”, enfatizou.

Em nota oficial a CNBB afirmou: “A celebração dos 300 anos é uma grande ação de graças. Todas as dioceses do Brasil, desde 2014, se preparam, recebendo a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida, que percorre cidades e periferias, lembrando aos pobres e abandonados que eles são os prediletos do coração misericordioso de Deus. (…) O Ano Mariano vai, certamente, fazer crescer ainda mais o fervor desta devoção e da alegria em fazer tudo o que Ele disser (cf. Jo 2,5)”.

Oração Jubilar: 300 anos de bênçãos!

Senhora Aparecida, Mãe Padroeira, em vossa singela imagem, há 300 anos aparecestes nas redes dos três benditos pescadores no Rio Paraíba do Sul. Como sinal vindo do céu, em vossa cor, vós nos dizeis que para o Pai não existem escravos, apenas filhos muito amados. Diante de vós, embaixadora de Deus, rompem-se as correntes da escravidão! Assim, daquelas redes, passastes para o coração e a vida de milhões de outros filhos e filhas vossos. Para todos tendes sido bênção: peixes em abundância, famílias recuperadas, saúde alcançada, corações reconciliados, vida cristã reassumida. Nós vos agradecemos tanto carinho, tanto cuidado! Hoje, em vosso Santuário e em vossa visita peregrina, nós vos acolhemos como mãe, e de vossas mãos recebemos o fruto de vossa missão entre nós: o vosso Filho Jesus, nosso Salvador. Recordai-nos o poder, a força das mãos postas em prece! Ensinai-nos a viver vosso jubileu com gratidão e fidelidade! Fazei de nós vossos filhos e filhas, irmãos e irmãs de nosso Irmão Primogênito, Jesus Cristo. Amém!

, , ,