Notícias

30/01/2018

Padres e Irmãos Paulinos participam de retiro anual, em Atibaia-SP

O ambiente, silencioso e exuberante, era propício à reflexão e à ascese.

Entre os dias 23 e 27 de janeiro de 2018, os Paulinos do Brasil participaram do retiro anual, realizado na Casa de Retiros Schoenstatt-Tabor, em Atibaia – São Paulo. Foram cinco dias de recolhimento, oração e meditação da Palavra de Deus, orientados pelo Frei Isidoro Mazzarolo, biblista Capuchinho, que, com peculiar simplicidade e sabedoria, discorreu sobre o tema “Paulo: Vocação, assimilação, hermenêuticas e comunicação”.

Salvo pequenas alterações, o retiro seguiu, basicamente, a seguinte proposta: o dia começava com a oração das Laudes e seguia com o café da manhã; depois, uma breve pregação, finalizando-se com momento de recolhimento e silêncio, até a hora do almoço. Na parte da tarde, iniciava-se com a pregação, depois, um tempo de silêncio meditativo e, por fim, a Eucaristia, sempre presidida e concelebrada por três Paulinos. A dinamização litúrgica ficou a cargo dos sete juniores da província que, na Missa de encerramento, renovaram os votos religiosos. Na janta de encerramento, as Irmãs de Schoenstatt prestaram-nos bela homenagem com um canto, ao som de violão e violino.

As pregações, sempre imbuídas de leveza e profundidade, favoreceram um encontro com Jesus Mestre, à luz da experiência e vocação do Apóstolo Paulo. Neste sentido, destacou o pregador, logo no primeiro dia: “Estamos muito habituados a estudar Paulo, discursar sobre a sua filosofia de vida, sua experiência de Deus e outras teorias, mas pouco familiarizados a rezar com ele (…)”. E concluiu: “O retiro é um tempo privilegiado de afastamento, não de fuga. É preciso deixar-se envolver pelo mistério, pelo transcendente, pelo inefável. E, dentro dessa proposta, vamos refletir a nossa vida à luz do testemunho de Paulo. Que sua experiência seja para todos nós uma fonte de inspiração e coragem”.