Notícias

06/09/2018

Signis Brasil Jovem lança campanha de apoio ao Papa Francisco

Por SIGNIS Brasil Jovem

Em busca de transmitir apoio ao Papa Francisco neste momento em que várias acusações contra o seu pontificado estão sendo noticiadas na mídia e viralizadas na internet, a SIGNIS Brasil Jovem lança a campanha #FranciscoEstouAqui.

A ação é fruto do trabalho dos 25 jovens que integram o Curso de Formação ‘Jovens Comunicadores e a Cultura de Paz’ da Signis Brasil, realizado em parceria com a Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FAPCOM) desde agosto de 2018.

A campanha é considera a primeira ação concreta da SIGNIS Brasil Jovem e foi lançada no dia 2 de setembro em Porto Alegre, durante as atividades de fechamento do I Congresso de Comunicação da SIGNIS Brasil. Inicialmente concebida para redes sociais digitais, a campanha consiste no momento na difusão de imagens e vídeos com a hashtag #FranciscoEstouAqui.  Para tanto já foram criadas uma fanpage (facebook.com/franciscoestouaqui) e uma conta no Instagram (instagram.com/franciscoestouaqui).

Em pouco dias a página da campanha no Facebook  já superou a marca de mil curtidas. (1.327 pessoas curtiram isso / 1.331 pessoas estão seguindo isso – números atuais). No Instagram os números também são animadores e diversos nomes de referência na Igreja do Brasil já compartilharam os conteúdos da campanha.

A iniciativa que já nasceu com apoio internacional dos presidentes da SIGNIS América Latina, Paraguai, Argentina e do secretário-geral da SIGNIS Mundial, começa também a receber apoio de leigos e lideranças de outros países do mundo. Instituições católicas, religiosos, padres e bispos, como o Cardeal Orani João Tempesta, arcebispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro e as carmelitas do Carmelo de Nazaré de Cariacica, no estado do Espírito Santo.

De acordo com Ricardo Alvarenga, coordenador da SIGNIS Brasil Jovem, o objetivo é combater as notícias falsas que procuram desestabilizar o pontificado do Papa Francisco gerando assim um contra discurso. “Francisco age sem medir esforços na construção de uma cultura de paz, justiça e solidariedade entre todos os homens e mulheres. Através da hashtag #FranciscoEstouAqui, queremos nos unir a milhares de pessoas pelo mundo para inundar os espaços digitais com uma mensagem feliz e criativa de apoio e carinho ao Papa Francisco”, explicou.

Todos são convidados a participar da campanha, enviando um vídeo gravado de até 30 segundos, na horizontal, no qual a expressão #FranciscoEstouAqui é declarada no final. O vídeo pode ser enviado para franciscoestouaqui@gmail.com, indicando no título do e-mail o nome e o país onde o vídeo foi gravado. Além, disso foram produzidos conteúdos de apoio ao Papa Francisco que podem ser compartilhados a partir da fanpage e do Instagram da campanha em: português, espanhol, inglês e italiano.

O presidente da SIGNIS Brasil Frei João Romanini, foi o primeiro a gravar o vídeo de apoio ao Papa Francisco. “Meu total apoio para você e seu pontificado, tendo assumido uma causa em favor da vida e os pobres, seguindo São Francisco de Assis”, afirmou o capuchinho que tem apoiado incondicionalmente o trabalho dos jovens comunicadores. Osnilda Lima, secretária da SIGNIS Brasil também gravou sua mensagem de apoio e manifestou sua gratidão ao pontífice: “Eu expresso meu total apoio ao seu pontificado, especialmente agradeço pela carta encíclica Laudato Si e sua preocupação com toda a criação”.

A proposta da SIGNIS Brasil Jovem é reunir até janeiro de 2019, conteúdos de apoio ao Papa Francisco oriundos de diversas partes do mundo e produzir um material multimídia para ser entregue ao pontífice durante a Jornada Mundial da Juventude que acontecerá na Cidade do Panamá.

O apoio ao Papa Francisco, no entanto, não se dá apenas através da campanha. Durante o Congresso, os jovens comunicadores também assinaram uma carta de apoio ao Sumo Pontífice, que será entregue diretamente ao Vaticano. A carta foi assinada também por Ricardo Alvarenga, coordenador da SIGNIS Brasil Jovem e pelos presidentes: João Romanini (Brasil), Carlos Ferraro (América Latina), María José Centurión (Paraguai), Isabel Gatti (Argentina) e por Ricardo Yánez, secretário-geral da SIGNIS Mundial.

Fontes: Signis Brasil, Signis ALC, Jornal Brasil Hoje