Notícias

27/09/2013

Conselho de cardeais prepara documento sobre reforma da Cúria

Por Dom Total

curiaromanaO cardeal Oscar Rodríguez Maradiaga, coordenador do grupo de oito cardeais conselheiros do papa Francisco, prepara junto com os seus companheiros um documento com centenas de páginas que conduzirão a Cúria Romana para “algo muito interessante”.

Em uma entrevista concedida ao Grupo ACI em 20 de setembro na Sala Pio X do Vaticano, o cardeal Rodríguez Maradiaga assegurou que “há bastante convergência nas linhas e acredito que vão conduzir para algo muito interessante”. O cardeal hondurenho assinalou que ainda não pode precisar as mudanças que se definirão a partir da primeira reunião que o grupo terá com o papa Francisco no Vaticano no próximo dia 1º de outubro.

No dia 13 de abril deste ano, um mês depois do início do seu pontificado e de acordo com a sua intervenção nas Congregações Gerais prévias ao Conclave, o papa Francisco nomeou o cardeal Rodríguez Maradiaga como coordenador da comissão de Cardeais para aconselhá-lo no governo da Igreja e estudar um projeto que revise a Constituição Apostólica Pastor Bonus, referida à Cúria Vaticana. Para o cardeal, a nomeação é “uma responsabilidade”, que espera levar adiante com o apoio dos sete cardeais que o acompanham no que ele definiu como “a trincheira”.

Os cardeais que conformam o grupo provêm de todos os lugares do mundo, e desde a nomeação do conselho em abril por parte do papa Francisco, trabalharam um relatório da situação da Igreja nos continentes para informar ao Cardeal Rodríguez Maradiaga, coordenador do grupo.

Os outros membros do conselho são o Presidente do Governo do Estado da Cidade do Vaticano, Cardeal Giuseppe Bertello; o Arcebispo emérito de Santiago do Chile, Cardeal Francisco Javier Errázuriz Ossa; o Arcebispo de Mumbai (Índia), Cardeal Oswald Gracias; e o Arcebispo de Munique-Frisinga (Alemanha), Cardeal Reinhard Marx. Também fazem parte o Arcebispo de Kinshasa (República Democrática do Congo), Cardeal Laurent Monswengo Pasinya; o Arcebispo de Boston (Estados Unidos), Cardeal Sean Patrick O’Malley; e o Arcebispo de Sidney (Austrália), Cardeal George Pell.

O cardeal hondurenho assinalou que a maioria deles já entregou os seus informes, e também o Cardeal Bertello, que representa o Vaticano, fez uma sondagem em todos os departamentos da Cúria Romana em vistas a eventual reforma. “Acho que será um trabalho muito importante. Não o conhecemos ainda porque ele não o entregou, mas me parece que há um desejo muito grande de agilizar a Cúria”, considerou.

O cardeal aplaudiu a disponibilidade do papa Francisco e considerou que é um homem que “está fazendo que todo mundo se volte para o Vaticano, não para olhar escândalos nem dificuldades, mas para encontrar esperança, e isto é o que ele infunde”.