Ser Paulino

espiritualidade

Uma espiritualidade para o nosso tempo

Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida

Nas palavras do Bem-aventurado Tiago Alberione, “os Padres e Irmãos Paulinos aspiram a viver integralmente o Evangelho de Jesus Cristo, Caminho Verdade e Vida, e anunciá-lo a todos os povos”.

Jesus é o Mestre porque ensinou não só com “palavras”, mas também com ações. Jesus “comunicou” com sua vida a mensagem de amor que Deus Pai lhe confiou. Jesus é o “Mestre” porque é o “Caminho” seguro que leva a Deus Pai, é a “Verdade” que liberta e é a “Vida” que enche a todos de alegria e esperança. Este é o núcleo principal da espiritualidade e do anúncio dos Padres e Irmãos Paulinos.

A espiritualidade do Paulino, centralizada em “Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida”, leva em consideração Jesus em sua totalidade. Jesus Mestre sempre tem algo a ensinar, a cada dia, ao homem e à mulher e principalmente aos jovens que buscam caminhos em direção à vida em plenitude.

Maria, Rainha dos Apóstolos

Maria, a mãe de Jesus, sob o título “Rainha dos Apóstolos”, ocupa lugar especial na espiritualidade dos Padres e Irmãos Paulinos. A imagem de Maria, idealizada por Padre Tiago Alberione, espelha o seu significado. Ela está segurando Jesus, porém, não o retém para si, mas o oferece ao mundo. Alberione quis mostrar com esse gesto que a missão dos Paulinos é a mesma de Maria, ou seja, consiste em ter Jesus consigo e em oferecê-lo ao mundo através dos meios de comunicação.

O título “Rainha” não tem nada a ver com “realeza”, no sentido que damos hoje. O sentido de “Rainha” corresponde ao de “Rei” atribuído a Jesus. Jesus é Rei, porque veio instaurar o “Reino de Deus”, o reino de amor e de justiça que gera relações de fraternidade. Maria é Rainha porque se faz “serva de Deus” e contribui de maneira decisiva para o anúncio do Reino, ao trazer Jesus ao mundo. Com seu exemplo de plena disponibilidade à vontade de Deus, Maria se torna “Mestra” de todos os apóstolos. Por isso, na espiritualidade do Paulino, Maria é invocada não só como Rainha, mas também como Mãe e Mestra.

São Paulo Apóstolo

São Paulo é considerado por padre Tiago Alberione o verdadeiro fundador dos Padres e Irmãos Paulinos. Para ele o Paulino foi suscitado por são Paulo para continuar a sua obra. Cada religioso Paulino é chamado a dar testemunho do Evangelho, com fé, perseverança e ardor, com o mesmo zelo do apóstolo Paulo, na cultura da comunicação.

Para padre Alberione, o apóstolo Paulo foi alguém que conseguiu viver a mensagem de Jesus Cristo na integralidade. Suas palavras aos Gálatas “eu vivo, mas já não sou eu que vivo, pois é Cristo que vive em mim” (Gl 2,20) expressam adesão total ao projeto de Jesus. O religioso Paulino é chamado a assumir o mesmo ardor de Paulo no projeto de anúncio de Jesus Cristo.

O objetivo da missão dos Padres e Irmãos Paulinos é Jesus Cristo, o estilo é o de são Paulo que não poupou energias no anúncio e testemunho da Palavra de Deus. Dirigindo-se a todos os que se deixam impregnar do espírito Paulino, padre Alberione afirmou: “Quanto mais lermos e aprofundarmo-nos nas Cartas de são Paulo e em sua vida, tanto mais amaremos e nos adentraremos no verdadeiro caminho da santidade e no verdadeiro espírito do apostolado”.

estudo

O estudo deve estar direcionado para atender a missão, nas várias expressões.

O estudo abarca a preparação curricular desenvolvida nas várias etapas de formação. Por estudo entende-se cultivo pessoal, as aulas internas, estudos acadêmicos e tudo o que comporta a formação.

A missão dos Paulinos exige empenho constante. É preciso estar disposto a aprender sempre, pois o rápido avanço da tecnologia não permite que se fique parado.

O estudo é meio indispensável para o desempenho da missão, pois ajuda a perceber as exigências dos tempos. Não podemos, em nossa vida, fazer as coisas sempre do mesmo modo. Devemos progredir, aperfeiçoar-nos, diariamente.

O estudo é para a vida; a vida é para eternidade; tudo é para Deus.

missao

A missão dos Padres e Irmãos Paulinos consiste em proclamar o Reino de Deus no carisma específico de anunciar o Evangelho através da comunicação social. Como consagrados, devemos falar ao maior número de pessoas de forma atual e profunda. Como diz padre Alberione: “falar de tudo cristâmente”.

A missão do Paulino requer, então, um grande esforço. “É preciso dispor-se ao sacrifício e à generosa doação”. As dificuldades são muitas. Daí a necessidade de buscar nas fontes de nossa espiritualidade o alimento necessário para prosseguirmos com a missão de anunciar Jesus Cristo Mestre, Caminho, Verdade e Vida a todos os povos.

A missão do religioso Paulino não consiste só em utilizar linguagens e tecnologias novas, mas também em ser protagonista no pensar a cultura da comunicação, contribuindo para que ela se torne sempre mais humana à luz da boa-nova de Jesus Cristo.

vidafraterna

Segundo o fundador, Bem-aventurado Tiago Alberione, a nossa vida comunitária nasceu da missão e para a missão.

A nossa vida fraterna alcança sua melhor expressão quando honramos os irmãos, reconhecendo-lhes as qualidades, demonstrando-lhes nossa estima sincera, participando de suas vitórias, dificuldades e alegrias.

Ao mesmo tempo, saberemos compreender suas deficiências, aceitando-nos mutuamente na paciência, já que nossa comunidade não é comunidade de perfeitos, mas de pessoas empenhadas no esforço de contínua conversão.

A comunidade é o lugar onde o jovem vai aprendendo a conhecer a si mesmo e a respeitar o outro, criando, dessa forma, a consciência comunitária, caracterizada pela sociabilidade, capacidade de trabalhar em equipe e pelo exercício de liderança.